Homem acusado por moradores nega envolvimento no sumiço de meninos em Belford Roxo; Delegado pede cautela

Rafael Nascimento de Souza
·1 minuto de leitura
Foto: Fotos de arquivo pessoal

Um homem foi levado para a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) após ser acusado por moradores pelo desaparecimento de três crianças no dia 27 de dezembro no bairro Castelar, em Belford Roxo. Durante depoimento na especializada, ele negou qualquer envolvimento no crime e disse ter sido agredido por parentes dos meninos e vizinhos. O delegado responsável pela investigação, Uriel Alcântara, pediu cautela no caso.

— A mera acusação sem fundamento já é preocupante. Precisamos de cautela na divulgação de informações sobre o caso e vamos analisar com calma a situação — ressaltou o delegado.

Um parente do homem também esteve na delegacia na manhã desta terça-feira. Parentes de Lucas Matheus, de 8 anos, Alexandre da Silva, de 10 e Fernando Henrique, de 11, estão na porta da DHBF cobrando por informações dos investigadores.

Na segunda-feira, a polícia fez novas buscas na cidade em busca de informações que levassem ao paradeiro dos meninos, mas novas pistas não foram encontradas. Até semana passada, policiais já haviam analisado imagens de mais de 40 câmeras de segurança que poderiam ter registrado o trio, mas nenhuma delas flagrou os meninos

Denúncias que possam ajudar nas investigações devem ser realizadas pelos telefones do Disque Denúncia: 2253-1177; Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense: 2779-6902 / 5834 ou 98596-7442; e o programa SOS Crianças Desaparecidas da Fundação da Infância e Adolescência (FIA): 2286-8337 e 98596-5296.