Homem adota menina com síndrome de Down após 40 famílias a rejeitarem

Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Um italiano solteiro de 41 anos comoveu o país após dar um futuro para uma criança com Down. Luca Trapanese é gay, católico e decidiu adotar a pequena Alba com apenas um mês de idade.

Hoje a menina já tem 1 ano e meio e inspirou Luca a escrever um livro, lançado em dezembro de 2018. Na obra, o homem conta os desafios da paternidade e tem se tornado inspiração para milhares de pessoas.

Desde os 14 anos o italiano fazia trabalhos sociais em casas que recebiam crianças com graves doenças ou síndrome de Down. Ainda jovem, ele dizia que seu sonho era adotar um bebê com necessidades especiais.

“Uma criança com deficiência não é uma oportunidade da série B, mas uma escolha consciente em relação à minha vocação e minhas habilidades”, explicou o homem em entrevista à imprensa local.

Para tomar conta de Alba, Luca conta com o apoio de Luísa, uma cuidadora que está em sua família há anos. Recentemente o pai adotivo passou a receber atenção da mídia italiana e sua popularidade nas redes sociais disparou.

“Minha página no Facebook e meu perfil atingiram mais de 12.000 pessoas. Eu recebo 500 mensagens por dia. É, portanto, uma reação inesperada. Mas isso nos faz refletir sobre o desejo de mudança por parte de muitos e muitos”, encerrou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos