Homem apontado como chefe da milícia na comunidade da Carobinha, em Campo Grande, é preso

RIO - Reginaldo Martins do Nascimento, conhecido como Naldo da Carobinha, foi preso na manhã desta segunda-feira por policiais civis da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais (Draco). Ele é apontado como líder da milícia na comunidade da Carobinha, em Campo Grande, e, segundo a polícia, tem ligação com o miliciano Wellington da Silva Braga, o Ecko, a fim de tomar territórios para comandar.

Naldo da Carobinha tinha dois mandados de prisão preventiva pelos crimes de homicídio qualificado e organização criminosa. A recompensa oferecida pelo Disque Denúncia era no valor de R$ 1 mil. Ele é tido como uma das lideranças mais antigas da milícia no estado. Anteriormente, antes de se tornar o chefe da Carobinha, ele entrou em conflito com Carlos Alexandre da Silva Braga, conhecido como Carlinhos três Pontes, por disputa pelo comando das comunidades.

As investigações continuam em busca de outros integrantes de organizações criminosas que atuam na Zona Oeste do Rio.