Homem apontado como gerente do tráfico em favela no Rio é preso na porta de um motel na Zona Norte

·1 minuto de leitura

Apontado pela Polícia Militar como um dos gerentes do tráfico do Morro dos Prazeres e Cerro Corá, na Zona Sul do Rio, Anderson Queiroz da Silva, vulgo "PQD", foi preso esse domingo, por policiais militares, na porta de um motel na Penha, na Zona Norte.


A operação de inteligência contou com a ajuda do Disque Denúncia, e foi feita por policiais militares da Superintendência de Inteligência e Análise (SIA) e do Grupamento Tático de Polícia de Proximidade 1 e 2 (GTTP), do Núcleo de Inteligência (NIT) da Unidade de Polícia Pacificadora do Morro dos Prazeres.

De acordo com a Polícia Militar, PQD é acusado de ter participado, em março deste ano, de um ataque contra uma viatura do 5° BPM (Praça da Harmonia), na Rua Almirante Alexandrino, em Santa Tereza, bairro onde atuava o criminoso. O veículo dos policiais militares foi alvo de diversos tiros e pegou fogo em seguida. Um policial foi levado para o Hospital Central da Polícia Militar com suspeita de fratura na perna.



A PM também afirma que Anderson tem um mandado de prisão expedido pela 31ª Vara Criminal da Capital, pelo crime de Roubo Majorado, ou seja, com uso de arma de fogo, com pedido de prisão definitiva.


Além de traficante, PQD é conhecido por ostentar armamento nas redes sociais e fazer ameaça aos agentes da UPP do Morro dos Prazeres, de acordo com a PM. Anderson exibia sua experiência como paraquedista, após ter servido no Exército Brasileiro (EB).


O preso foi conduzido para a 21°DP (Bonsucesso), e Anderson foi encaminhado para unidade prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos