Homem armado invade gabinete e mata ministro na República Dominicana

O ministro do Meio Ambiente da República Dominicana, Orlando Jorge Mera, morreu nesta segunda-feira ao ser baleado dentro de seu gabinete, informou o governo do país caribenho.

Excluído: EUA não convidariam governo Maduro para a Cúpula das Américas 'de jeito nenhum'

Críticas: Governo Bolsonaro reclama de preparativos da Cúpula das Américas

Marcelo Ninio: China convida Argentina para cúpula do Brics

— As informações que temos até agora indicam que, na manhã de hoje [segunda-feira], o ministro de Meio Ambiente perdeu a vida ao ser atacado em seu gabinete com uma arma de fogo — disse o porta-voz da presidência, Homero Figueroa. — Miguel Cruz, a pessoa identificada como autora do disparo, era um amigo pessoal do falecido ministro. O responsável se encontra sob custódia da polícia nacional e do Ministério Público. Os motivos do ocorrido estão sendo investigados.

Jorge Mera era filho do ex-presidente Salvador Jorge Blanco (1982-1986) e estava à frente do ministério desde agosto de 2020.

Bolsonaro sobre Biden: No G-20 tratou 'como se eu não existisse', disse ao confirmar encontro bilateral em junho

Cruz entrou em uma reunião que o ministro mantinha semanalmente com seus secretários e abriu fogo, segundo os funcionários da pasta, que falaram com a AFP sob reserva.

Por ser um amigo próximo da vítima, Cruz não teve problemas para entrar na sede do ministério em Santo Domingo.

A polícia não quis comentar o ocorrido. A equipe da AFP presente no local viu um grupo fortemente armado da unidade de elite da polícia entrar no ministério.

"Estamos consternados com a situação apresentada na manhã deste segunda-feira no Ministério de Meio Ambiente e Recursos Naturais", informou a pasta mais cedo no Twitter. Após o incidente, o prédio foi evacuado pelas autoridades.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos