Homem atira em pastor após filho com síndrome de Down acusá-lo de estupro em SP

Homem atira em pastor no litoral de São Paulo - Foto: Getty Images
Homem atira em pastor no litoral de São Paulo - Foto: Getty Images
  • Homem atira em pastor em frente à igreja onde o religioso trabalha em Peruíbe-SP

  • Rapaz agiu após o filho, com síndrome de Down, dizer que foi estuprado pelo pastor

  • Apesar dos disparos, o religioso escapou sem nenhum ferimento

Um homem foi preso na noite da última terça-feira (26) na cidade de Peruíbe, litoral de São Paulo, após atirar duas vezes contra um pastor. As informações são do g1.

Segundo os relatos, o rapaz disparou no religioso em frente à igreja onde a vítima trabalha, em Itariri. Ele cometeu o crime após seu filho acusar o pastor de ter tentado estuprá-lo. O jovem, que não teve a identidade revelada, tem síndrome de Down.

O pastor, que escapou sem nenhum ferimento, acionou a polícia, que atendeu a ocorrência. No local, o pai confessou ter sido o autor dos disparos e esclareceu que agiu motivado pelos relatos do filho.

O atirador contou que o jovem chegou em casa após um encontro com o pastor e acusou o religioso de ter tentado violentá-lo, pedindo para que ele abaixasse as calças.

A polícia deteve o pai e o pastor e os encaminhou para a Delegacia Sede de Polícia de Peruíbe. Um boletim de ocorrência foi registrado por porte ilegal de armas, disparo de arma de fogo e estupro tentado.

Envolvidos são detidos

O atirador foi mantido na delegacia e segue à disposição da Justiça. Já o pastor foi liberado, mas na condição de investigado. O jovem que acusou o religioso de estupro foi levado aos familiares.

O homem responsável pelos tiros liberou a entrada dos policiais em sua casa, onde foram encontradas duas armas de fogo, uma espingarda e uma outra arma artesanal. O material foi apreendido.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos