Homem de baixa estatura, Leandro Hassum conquista Juliana Paes em novo filme que discute preconceito nas relações

·3 min de leitura

Você vai rir, mas também vai refletir. Afinal, quem nunca problematizou um aspecto físico de si mesmo ou do outro na hora de se relacionar com alguém? “Amor sem medida’’, comédia romântica que estreia amanhã, traz um romance entre Ivana (Juliana Paes), uma advogada em processo de divórcio e frustrada com o amor, e o viúvo Leão (Leandro Hassum), um cardiologista renomado e aparentemente perfeito, exceto por um detalhe: sua estatura. O médico é muito baixo, o que causa algumas limitações além de estranheza perante o olhar dos outros.

— O que a gente quer mostrar é que todo mundo tem um preconceito enraizado que precisa combater. Se Leão também não tivesse preconceito ou defeito, ele seria um super-homem. O cara perfeito, o melhor cardiologista do Brasil, aquele que toca, dança e é bom conquistador — resume Hassum.

Enquanto Ivana tem vergonha de assumir seu relacionamento com Leão por conta do tamanho dele e por medo da opinião alheia, Leão se mostra um cara gordofóbico. Em uma cena marcante, o motoboy vivido por Rogério Morgado diz ao cardiologista, após ser chamado por ele de “gordão”, que “cada um é o que é”, mostrando que não se deve ter vergonha de assumir a própria aparência e tampouco os sentimentos. O ator explica que se identifica com o personagem por conta da vida que já teve, considerada fora dos padrões.

— Leão é como eu era na época em que tinha um tipo físico diferente do de hoje. Criava outras armas pra que eu fosse interessante e as pessoas enxergassem além da minha forma física. Ele, de certa forma, faz isso também — compara o intérprete, satisfeito por ver que a postura das pessoas nesse sentido tem evoluído: — Uma coisa que eu odiava era quando alguém me chamava de “fortinho”. Na verdade, eu era até meio fraco (risos), mas eu era gordo mesmo. Hoje em dia, vemos que a cada dia isso está mudando. O importante é ter saúde e ser feliz. Fico satisfeito quando vejo amigas que são fora dos padrões postando nas redes sociais e se achando bonitas, se gostando. Eu fiz um procedimento cirúrgico por questões de saúde. Nunca fiz questão da estética. Ela veio depois, aparece em segundo plano.

Nas filmagens, foram usados efeitos especiais para que Hassum parecesse pequeno nas cenas. O processo foi mais demorado que o normal, mas o resultado é diferenciado.

— Tinha horas em que eu gravava com a Juliana e outras, sem. Ela também gravava sem mim. Eu olhando para uma bola e fingindo que era a Juliana — explica Hassum.

De forma leve, o filme escancara alguns estigmas que existem dentro de muita gente ainda hoje, mas de forma inclusiva e respeitosa. Diferente do que se via alguns anos atrás, “Amor sem medida” traz piadas diferentes para uma sociedade que não tolera mais preconceito disfarçado de piadas ofensivas.

— Muitas pessoas me param na rua e dizem “nossa, deve ser difícil pra vocês que são comediantes, né? Hoje em dia não pode mais falar sobre nada”. Costumo dizer que é totalmente o contrário, está muito mais gostoso fazer humor hoje em dia. Porque a gente não está mais rindo em cima do oprimido. A gente em “Amor sem medidas”está justamente tratando um assunto que era pra ser delicado, mas na verdade a gente trata isso de uma forma que inclui o telespectador — explica Hassum.

Filha no elenco

No longa da Netflix baseado na produção argentina “Corazón”, Hassum ainda é pai de sua filha na vida real, Pietra, de 22 anos. Na ficção, a garota é uma grande conselheira e incentivadora de Leão.

— Ela dá muito sermão nele! Mas estou muito orgulhoso. Sou babão mesmo — derrete-se o ator.

Dirigido por Ale McHaddo, o filme ainda conta com artistas muito populares no elenco como Elizângela, Marcelo Mansfield, Marcelo Laham e Luana Martau. Rafael Portugal e Carol Portes fazem participações especiais.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos