Homem baleado em assalto reconheceu Lázaro como autor do disparo antes de morrer

·2 minuto de leitura
Lázaro teria matado duas pessoas em assalto - Foto: Reprodução
Lázaro teria matado duas pessoas em assalto - Foto: Reprodução
  • Homem reconheceu o criminoso após ser baleado em assalto em abril

  • Ele e o cunhado foram mortos em tentativa de assalto

  • O criminoso roubou uma espingarda e três celulares na ocasião

Um homem baleado em Cocalzinho de Goiás reconheceu Lázaro Barbosa como autor dos disparos antes de morrer. Ele e o cunhado foram alvejados em um assalto e não resistiram aos ferimentos, de acordo com informações do G1.

A polícia local esteve no local do crime momentos após os tiros e mostrou uma foto do fugitivo para o rapaz, que, mesmo ferido, respondeu positivamente que havia sido Lázaro o autor.

Leia também:

A cunhada do homem concedeu entrevista ao G1 e relatou o ocorrido. Segundo ela, o caso teria acontecido em 27 de abril deste ano, semanas antes de Lázaro tornar-se o criminoso mais procurado do Brasil.

"A polícia mostrou a foto do Lázaro para ele e ele disse que era ele sim. (Lázaro) pensou que meu cunhado estava morto e foi embora. Ficou o tempo todo procurando arma", disse a mulher, que preferiu não se identificar.

De acordo com os relatos, sete pessoas estavam na chácara em Cocalzinho de Goiás quando aconteceu o crime. Todos conversavam na sala quando um homem invadiu o local, por volta das 20 horas, e disparou contra o irmão da mulher, matando-o na hora.

Polícia segue à procura do criminoso - Foto: Divulgação/Polícia Civil
Polícia segue à procura do criminoso - Foto: Divulgação/Polícia Civil

O cunhado dela, então, levantou-se e tentou trancar a porta para impedir a entrada do criminoso, mas sem sucesso. O atirador invadiu a propriedade e também disparou contra ele. O socorro foi chamado e resgatou o rapaz, que morreu momentos depois.

O criminoso, supostamente Lázaro Barbosa, roubou três celulares, uma espingarda e fugiu. As vidas dos outros cinco presentes no local – sendo quatro crianças – foram poupadas.

"Ele tirou a vida do meu cunhado e do meu irmão de forma muito cruel. A gente sente falta deles todo os dias. Eles estavam trabalhando para sustentar a família. Queremos justiça”, contou a mulher.

Lázaro segue foragido

Lázaro é acusado de matar toda uma família em Ceilândia e cometer outros diversos crimes durante sua fuga, que já dura 20 dias.

Centenas de agentes das polícias civil e militar do Distrito Federal e de Goiás, cinco cães farejadores, helicópteros e outros recursos são usados na busca por Lázaro Barbosa, que ganhou na imprensa e nas redes sociais o apelido de 'serial killer do DF'.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos