Homem com problemas mentais deixa três mortos em ataque a faca na Alemanha

·1 minuto de leitura
O ataque ocorreu no centro de Wurzburgo

Três pessoas morreram e outras cinco ficaram feridas nesta sexta-feira na cidade alemã de Wurzburgo, ao serem atacadas a faca por um somali de 24 anos com problemas mentais.

Um policial baleou o agressor, que não corre risco de vida, informou o ministro do Interior do estado da Baviera, Joachim Herrmann. O homem vive em Wurzburgo desde 2015 e, segundo uma testemunha, gritou "Alá é grande!" enquanto esfaqueava as vítimas.

O somali havia sido internado recentemente em um hospital psiquiátrico, segundo documentos encontrados pelos investigadores, indicou o ministro. Vídeos feitos por testemunhas e publicados nas redes sociais mostram o agressor descalço, segurando uma faca.

O incidente ocorreu às 17h locais. O ataque começou em uma loja e continuou em um banco. A polícia montou uma grande operação no centro da cidade bávara. "A investigação policial irá determinar se o ataque foi um ato islamita ou se foi resultado da condição psiquiátrica" do agressor, explicou Herrmann.

A Alemanha foi cenário de vários ataques e atentados jihadistas nos últimos anos, bem como de tentativas, frustradas pela polícia. O número de islamitas considerados perigosos aumentou consideravelmente entre 2015 e 2018, segundo as forças de segurança, e depois diminuiu de 730 em janeiro de 2018 para 615 atualmente.

A polícia abriu 320 investigações relacionadas a ameaças islamitas em 2020. O país é um dos alvos preferenciais do jihadismo internacional, devido à sua participação militar no Iraque e na Síria.

hmn/kjl/jz/mis/eg/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos