Homem desaparecido é encontrado morto dentro de freezer em SC

Homem era considerado desaparecido desde 15 de novembro (Foto: Redes Sociais/ Reprodução)
Homem era considerado desaparecido desde 15 de novembro (Foto: Redes Sociais/ Reprodução)
  • Valdemir Hoeckler foi achado dentro do freezer de casa

  • Motorista era considerado desaparecido desde 15 de novembro

  • Ele morava com a esposa

O corpo do motorista Valdemir Hoeckler, de 52 anos, que estava desaparecido foi encontrado dentro do freezer de casa em Lacerdópolis, Santa Catarina, na noite do último sábado (19).

A esposa é a principal suspeita do crime.

A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar a morte do homem. Ele morava na casa com a esposa.

Valdemir, que era motorista de caminhão, estava desaparecido desde terça-feira (15), quando a esposa fez um boletim de ocorrência do desaparecimento, após um colega estranhar a falta do homem no trabalho.

Desde então, as autoridades buscavam pela vítima.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Gilmar Antônio Bonamigo, a esposa compareceu na delegacia na sexta-feira (18) para prestar o depoimento e aceitou que uma perícia fosse realizada na casa do casal na noite de sábado.

No entanto, a suspeita fugiu antes do horário marcado e a casa havia sido trancada.

“Passamos a acreditar que o corpo estava ocultado dentro da casa, então iniciamos as buscas”, relatou o delegado.

De acordo com o portal g1, corpo de Valdemir foi encontrado congelado no interior do freezer. A Polícia Científica e o IML foram acionados.

Um laudo cadavérico sobre as causas da morte deve ser concluído nesta segunda-feira (21), informou a polícia.

Para o delegado, Claudia Tavares Hoeckler, companheira da vítima, é a suspeita do homicídio. Ela teria agido sozinha.

No entanto, a motivação do crime, segundo a Polícia Civil, ainda está sob investigação.

A defesa da mulher informou em nota que a morte foi motivada por supostos episódios anteriores de violência doméstica.

"Uma mulher maltratada e violentada, física e psicologicamente, que para preservar sua vida, matou”, informou, em nota, a defesa.

Já o delegado do caso disse que informações colhidas até o momento dão conta que o casal não tinha atritos, apesar de que a vítima teria ciúmes da mulher. A investigação segue em sigilo.

A suspeita deve se apresentar à Polícia Civil ainda nesta segunda-feira (21).