Homem é espancado e morre após reclamar de colega que deitou sujo em sofá

·1 min de leitura
Any não resistiu aos ferimentos - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Any não resistiu aos ferimentos - Foto: Reprodução/Redes Sociais
  • Rapaz reclamou que amigo, com quem morava, havia deitado sujo no sofá de casa

  • Agressor reagiu espancando a vítima

  • O veterinário ficou 10 dias internado, mas não resistiu

Um homem de 35 anos morreu no último sábado, em Cuiabá, dez dias após ser espancado por um colega de trabalho com quem morava. As informações são do jornal O Globo.

O veterinário Any Luiz Refosco Júnior estava internado em um hospital na capital mato-grossense. A família explicou que a vítima foi espancada após reclamar que o amigo havia deitado sujo no sofá da casa onde viviam.

As agressões acontecem no dia 5 de janeiro, em Brasnorte, onde o rapaz e seu colega moravam e trabalhavam em um frigorífico. A mãe, Erenice Geller, explicou que a vítima reclamava de dores no peito, devido ao espancamento, e teve costelas fraturadas.

“Ele (colega) vinha do frigorífico sujo, não tomava banho, e meu filho, poxa, você chega sujo e cheirando sebo e deita no sofá, não toma banho”, relatou a mulher.

“E o cara (colega) só no videogame, sujo, só joguinho. Aí, deu um piti e deu uma paulada no meu filho.”

Polícia investiga o caso

O corpo de Any deixou Cuiabá na noite de sábado para ser velado em Toledo, no Paraná, onde vive sua família. A Polícia Civil investiga o caso.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos