Homem é preso após esposa fazer sinal de violência de gênero em hospital

·1 min de leitura
Mulher era vítima de maus-tratos e agressões - Foto: Getty Images
Mulher era vítima de maus-tratos e agressões - Foto: Getty Images
  • Mulher estava em um hospital ao lado do marido quando fez o sinal de violência de gênero

  • Uma funcionária notou o gesto e chamou a polícia, que prendeu o homem de 64 anos

  • O sinal foi criado para denunciar agressores sem que eles percebam e viralizou nas redes sociais

Um homem foi preso na última quinta-feira (11) em Barcelona, acusado de violência de gênero. A detenção aconteceu após sua esposa fazer um sinal com as mãos que viralizou nas redes sociais e serve para denunciar este tipo de crime.

De acordo com o jornal espanhol El País, a vítima realizou o sinal internacional de violência de gênero em um hospital da região de Sarrià-Sant Gervasi. Uma funcionária do centro médico percebeu e chamou a polícia.

O gesto, criado para informar sobre o crime sem que o suspeito perceba, foi difundido nas redes sociais e viralizou no TikTok. A vítima deve colocar o polegar na palma da mão e ir abaixando os outros dedos até que fique com o punho cerrado.

O sinal surtiu efeito, e o marido de 64 anos foi detido pela polícia ainda no hospital. Em depoimento, a vítima explicou que era vítima de maus-tratos do homem e, em alguns casos, era agredida por ele.

Gesto salvou mulher de sequestro

Esse é o segundo caso recente que ganha destaque no qual o sinal de violência de gênero salva uma mulher. No começo do mês, uma adolescente canadense foi resgatada de um sequestro justamente após fazer o gesto com a mão.

Ela era levada por um bandido em um carro quando fez o sinal para um motorista do veículo ao lado. O homem percebeu e chamou a polícia, que resgatou a garota de 16 anos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos