Homem é preso após estuprar e matar morador de rua

Homem foi preso após matar morador de rua - Foto: Reprodução/Instagram/roraima24h.2
Homem foi preso após matar morador de rua - Foto: Reprodução/Instagram/roraima24h.2
  • Homem foi preso após estuprar e matar um morador de rua em Boa Vista-RR

  • Crime foi flagrado por câmera de segurança e presenciado por duas pessoas

  • Rapaz admitiu que cometeu o crime e tentou avançar contra os policiais

Um homem de 28 anos foi preso na noite da última segunda-feira (15) em Boa Vista, Roraima, acusado de estuprar e matar um morador de rua no bairro Santa Tereza, Zona Oeste da cidade.

Imagens de uma câmera de segurança registraram parte do crime. O vídeo mostra o suspeito tentando abrir a calça do morador de rua, que esta deitado e dormindo. A vítima acorda e é agredida com um soco e chutes no rosto.

Desacordado, o rapaz é arrastado pela perna até a parte de trás de uma construção, onde é estuprado em um beco escuro, próximo a um veículo.

De acordo com informações do g1, dois jovens, de 23 e 25 anos, presenciaram parte do estupro. Eles caminhavam pela região quando viram o criminoso praticando o ato com a vítima.

Eles desconfiaram e se aproximaram, momento no qual o criminoso vestiu suas roupas e fugiu. Os jovens, então, notaram que o morador de rua estava "imóvel e ensanguentado".

Peritos da Polícia Civil estiveram no local e constataram que a morte aconteceu possivelmente em decorrência de um forte golpe no rosto. O morador de rua não possuía documento de identificação, e seu corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML).

Prisão do criminoso

Após a constatação da morte, a polícia deu início às buscas no bairro Piscicultura, onde foram informados por moradores de que o suspeito vivia na região.

Os agentes localizaram o rapaz, que usava a mesma camisa que vestia no momento do crime. Segundo a Polícia Militar, ele confessou a autoria.

O rapaz foi levado à Central de Flagrantes da Polícia Civil, onde tentou avançar contra os policiais e ameaçou um deles de morte.

Durante a ocorrência, os agentes receberam relato de um outro rapaz que alegou ter sido vítima do criminoso. Ele informou que foi esganado e agredido na cabeça quando voltava para casa, tendo ficado desacordado.