Homem é preso após sequestrar os próprios filhos na Bahia

Suspeito tentou responsabilizar um motorista de aplicativo pelo crime

Homem foi preso pelo sequestro dos filhos - Foto: Divulgação/PRF
Homem foi preso pelo sequestro dos filhos - Foto: Divulgação/PRF

Um homem foi preso na tarde da última quinta-feira (19), na cidade de Seabra, na Bahia, acusado de sequestrar os próprios filhos, duas crianças de 9 e 4 anos de idade.

De acordo com informações do portal Correio 24 Horas, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) explicou que o rapaz havia cometido o crime na cidade de Luís Eduardo Magalhães, também no oeste baiano.

Abordagem e mentira

Os agentes da PRF foram abordados pela manhã por um rapaz que, bastante nervoso, denunciou que teve os filhos sequestrados por um motorista de aplicativo.

Segundo a versão, o suposto sequestrador teria pegado as duas crianças e fugido pela rodovia BR-242 em um carro Voyage, da cor vermelha.

Carro encontrado e verdade revelada

Imediatamente, os agentes acionaram outros colegas da PRF na região de Seabra, que encontraram o tal veículo e conseguiram interceptar o automóvel na altura do km 430 da rodovia.

Dentro do carro, foram encontrados um homem de 26 anos, que estava dirigindo, e as duas crianças.

Aos agentes, o rapaz explicou que trabalha como motorista de aplicativo e foi contratado pelo pai dos garotos para levá-los de Luís Eduardo Magalhães a Barro Alto.

Ainda segundo o depoimento, o pai das crianças decidiu descer do carro durante o trajeto e deu ordem para que o motorista seguisse a viagem até o local combinado.

Prisão do pai

Os policiais entraram em contato com o Conselho Tutelar e descobriram que havia um mandado de busca pelas crianças, além de medidas protetivas de urgência da Lei Maria da Penha contra o pai.

O homem foi novamente localizado e detido por sequestro, além de denunciação caluniosa, já que apresentou uma versão falsa acusando o motorista de aplicativo pelo sequestro.

O pai das crianças já respondia na Justiça pelos crimes de estelionato e homicídio. Ele foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Seabra, enquanto as crianças foram entregues ao Conselho Tutelar.