Homem é preso pelo assassinato de jovem após fazer gesto com as mãos no TikTok

Homem foi preso pela morte de Ellen da Silva - Foto: Reprodução
Homem foi preso pela morte de Ellen da Silva - Foto: Reprodução
  • Homem foi preso por envolvimento no assassinato da jovem Ellen Nascimento da Silva, em abril

  • Vítima foi morta após postar um vídeo no TikTok em que fazia gesto ligado a facção rival

  • A polícia acredita que o gesto feito por Ellen não tenha sido intencional

A polícia de Mato Grosso prendeu na noite do último domingo (25) um dos acusados pela morte da jovem Ellen Nascimento da Silva, assassinada em abril após postar um vídeo no TikTok.

O suspeito foi identificado como Ueslen Gonçalves e acabou detido em Várzea Grande, Região Metropolitana de Cuiabá, a mais de 500 km de Brasnorte, onde ocorreu o crime.

Dos cinco envolvidos no assassinato, apenas um, Erick Vinicius Colen Félix, havia sido preso durante as investigações.

Outros dois foram localizados pela polícia, mas não tiveram o mandado de prisão decretado porque colaboraram com o inquérito. Eles respondem pelo crime em liberdade.

Com a detenção de Ueslen, apenas um dos acusados continua foragido. Ele foi identificado como Ryan Aparecido Correa da Silva.

Entenda o crime

Ellen foi encontrada morta no dia 22 de abril deste ano em uma zona rural de Brasnorte, três dias depois de parentes terem reportado seu desaparecimento. O corpo da vítima tinha marcas de tiros e estava com as mãos amarradas.

A investigação concluiu que Ellen foi assassinada por uma facção, motivada por um vídeo publicado no TikTok em que a jovem aparece fazendo um símbolo ligado a um grupo criminoso rival.

O delegado Eric Marcio Fantin explicou que seis pessoas teriam se envolvido diretamente com o crime, sendo que duas realizaram os disparos.

Ainda de acordo com o inquérito, Ellen tinha amizade e relacionamento amoroso com integrantes da facção, mas não envolvimento com crimes. A polícia acredita que o tal gesto feito por ela no vídeo não tenha sido intencional.