Homem é preso por estuprar, enforcar e ameaçar ex-mulher em MG

Homem foi preso após estuprar, enforcar e ameaçar de morte a ex-mulher em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Foto: Getty Images.
Homem foi preso após estuprar, enforcar e ameaçar de morte a ex-mulher em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Foto: Getty Images.
  • O homem confessou para a polícia que estuprou a ex-companheira;

  • O homem disse para a ex-esposa que a mataria caso ela se relacionasse com outra pessoa;

  • Polícia Militar informou que os dois foram casados durante 10 anos.

Um homem foi preso neste domingo (20) após estuprar, estrangular e ameaçar a ex-esposa no município de Contagem, em Minas Gerais.

O suspeito, de 29 anos, confessou para a Polícia Militar (PM) que foi até a residência da ex-companheira, de 27, e forçou relações sexuais.

A PM informou que os dois foram casados durante 10 anos e que têm dois filhos, de 5 e 8 anos. Eles se separaram há cerca de dois meses. Depois do término, o homem se mudou para a casa da mãe.

Contudo, na noite do último sábado (19), ele foi até a casa da ex-mulher e entrou após abordar o filho mais velho. De acordo com relato dela, o ex-marido estava agressivo quando chegou.

O homem disse aos filhos que se mataria caso não conseguisse voltar definitivamente para a casa. Segundo o boletim de ocorrência, ele atacou a ex-companheira depois que as crianças dormiram.

Ela disse que foi arrastada da sala para o quarto, onde foi estuprada e enforcada. Em meio ao assédio, o ex-marido dizia que ela poderia chamar a polícia para fazer o corpo de delito.

“Se você ficar com alguém, eu te mato. Vou te picar, te esquartejar e te matar”, disse ele após abusar dela. Logo depois, saiu da residência.

Após ser acionada, a Polícia Militar encontrou o homem na casa de sua mãe. Ele confessou aos policiais que estuprou a ex-mulher e foi preso em flagrante e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil.

Segundo dados da Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos, no primeiro semestre de 2022, foram registradas 31.398 denúncias de violência doméstica ou familiar contra as mulheres

*As informações são do jornal O Tempo.