Homem é preso por manter esposa em cárcere privado por 15 anos e pegar pensão dela

Homem é preso por manter esposa em cárcere privado por 15 anos em Nova Iguaçu (RJ) - Foto: Divulgação
Homem é preso por manter esposa em cárcere privado por 15 anos em Nova Iguaçu (RJ) - Foto: Divulgação

Reginaldo da Silva, de 54 anos, foi preso em flagrante, nesta quarta-feira (26), por manter a esposa, de 35, em cárcere privado por pelo menos 15 anos em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro. Segundo a delegada do caso, ele também pegava toda a pensão da vítima.

De acordo com a Polícia Civil, o homem já tinha perdido a guarda das filhas do casal por ter sido acusado de abusar sexualmente delas.

Segundo a delegada Mônica Areal, Reginaldo mantinha a esposa dopada em um local totalmente insalubre e trancada dentro de um quarto. Os policiais se depararam ainda com medicamentos dentro de potes, sem identificação.

“Quando os agentes chegaram lá, ainda encontraram remédios sem nenhum tipo de rótulo, sem receita, sem validade”, detalhou.

A vítima contou aos policiais que o marido a prendia com frequência dentro do cômodo e que ainda não havia se alimentado no dia do flagrante.

A delegada destacou ainda, que além de aprisionar a vítima, ele também usufruía da pensão da mulher.

“É muito importante salientar que, fora esse domínio físico e moral, ele também tinha o domínio financeiro da vítima, porque ele pegava no banco a pensão que era pra ela e, logicamente, não repassava”, disse Mônica.

A prisão do homem foi celebrada pela delegada, que citou que além da família, ele também maltratava animais.

“Esse autor, que é tão covarde, machuca a família como um todo, inclusive os animais domésticos. Nós esperamos que essa vítima se recupere e estamos muito felizes porque, finalmente, ela se libertou do julgo não de um marido, mas de um algoz”, narrou a delegada.

O caso começou a ser investigado, após uma denúncia da psicóloga das filhas do homem, que suspeitou que o homem já tinha abusado sexualmente delas.

Após as investigações, agentes da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) de Nova Iguaçu foram à residência, na Rua Santa Clara, e encontraram a vítima presa dentro de casa, trancada por um cadeado.

Durante o período em que os policiais conversavam através do portão com a vítima, o suspeito chegou próximo à casa e foi identificado por um vizinho.

Uma cadela presa por uma corrente a uma árvore, em meio a entulhos, e gatos foram encontrados na casa. O suspeito vai responder também por maus-tratos aos animais.