Homem é preso por matar de travesti após discussão sobre preço do programa em GO

Homem foi preso por matar a travesti Isabela - Foto: Divulgação/Polícia Civil
Homem foi preso por matar a travesti Isabela - Foto: Divulgação/Polícia Civil
  • Homem foi preso por matar travesti em Aparecida de Goiás no início desse mês

  • O rapaz confessou o crime, mas garantiu que agiu em legítima defesa

  • Ele teria golpeado a vítima após uma discussão pelo preço de um programa

Um homem foi preso na última terça-feira (29) acusado de esfaquear uma travesti até a morte no início do mês em Aparecida de Goiânia. As informações são do G1.

O crime aconteceu na madrugada do último dia 5. Imagens de uma câmera de segurança mostram o momento em que o rapaz se aproxima da garota de programa e eles saem juntos em uma moto.

O suspeito, de 37 anos, trabalhava como operador de empilhadeira e não teve a identidade divulgada. Localizado, ele foi detido e admitiu ter matado a travesti. Em depoimento, porém, garantiu que agiu em legítima defesa.

A travesti foi identificada como Isabela, de 22 anos. Ela não resistiu aos três golpes de canivete acertados em seu pescoço.

Discussão por preço do programa

Em depoimento à polícia, o acusado afirmou que havia acertado um programa por R$ 30 com a travesti. Momentos depois, porém, ela teria subido o pedido para R$ 50.

O impasse deu início a uma discussão. Segundo o suspeito, foi Isabela quem sacou um canivete da bolsa e o atacou, mas ele conseguiu desarmá-la e usou o objeto para golpeá-la no pescoço.

“A travesti pegou a chave da moto dele e disse que ia contar para todo mundo porque ele é casado. Ele disse que não pagaria e nem fizeram o programa", disse o delegado Rogério Bicalho, responsável pelo caso.

Isabela estava há apenas 15 dias em Aparecida de Goiás, para fazer programas na região de motéis da cidade. Já o suspeito pode pegar até 30 anos de prisão por homicídio qualificado.