Homem em situação de rua morre na calçada de UPA no Rio

Um homem em situação de rua foi encontrado morto na calçada da UPA da Taquara, na Zona Oeste do Rio, no fim da tarde desta segunda-feira (20), após ter sido atendido na unidade. Por meio de assessoria de imprensa, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou que ele chegou a ser atendido, medicado e fez exames de raio-x. Em seguida, ele teria sido chamado diversas vezes e não apareceu para continuar o atendimento, porque teria saído da unidade, mesmo sem ter recebido alta. A ocorrência foi encaminhada à 32ª DP (Taquara), onde está em andamento.

Ligação ilegal: Mulher é presa por furto de energia em casa de luxo na Barra da Tijuca

Medo no campus: 'Ele está com medo até de descer do prédio', diz pai de aluno sequestrado no Cefet; estudantes vivem insegurança

Violência: Mulher brutalmente agredida e esfaqueada relata alívio com prisão de ex-marido, diz irmã da vítima

A identidade da vítima não foi divulgada. De acordo com a Polícia Militar, uma equipe do 18º BPM (Jacarepaguá) foi acionada para verificar uma ocorrência de encontro de cadáver, na Rua Marechal José Beviláqua, na Taquara. No local, os policiais encontraram o corpo de um indivíduo, já sem vida, e isolaram a área. A perícia e o Corpo de Bombeiros Militar (CBMERJ) também foram acionados.

O homem foi atendido com queixa de dor abdominal, segundo informou, por meio de nota, a UPA Taquara. O paciente “foi examinado e realizado exame de raios X, com resultado normal. Foi medicado contra dor e ficou em observação.”

Prisão na Região dos Lagos: Polícia prende acusado de ser aliado do grupo do miliciano Tandera

A unidade informa também que “segundo o prontuário, o paciente foi chamado diversas vezes e não respondeu aos chamados da médica para reavaliação. Ou seja, ele deixou a unidade sem receber alta médica.” A morte do homem aconteceu na calçada da UPA, conforme continua a nota.

“Após o paciente deixar a unidade, a médica de plantão foi chamada porque o paciente estava caído na calçada. Ela o reavaliou e constatou o óbito.”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos