Homem estupra ex namorada, filma abusos e a obriga a dizer que 'merecia' em vídeo

·2 minuto de leitura
Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Uma jovem de 23 anos que foi mantida em cárcere privado durante cinco dias e estuprada pelo ex-namorado, de 39, foi também obrigada a gravar um vídeo afirmando que merecia tudo o que estava passando. O crime aconteceu em Itanhaém, no litoral paulista. As informações são do G1.

A Polícia Civil diz que o ex-companheiro gravava todos os estupros que cometida contra a jovem. A mulher tem um filho de cinco anos que estava no cativeiro e presenciou os abusos. O homem está preso.

Leia também

Segundo o G1, a Polícia Civil vai integrar as imagens ao inquérito que investiga o caso. Além dos vídeos dos abusos, os agentes assistiram ao vídeo em que a mulher é obrigada a “explicar” sua situação degradante em cárcere privado.

No vídeo, ela é coagida a dizer coisas ruins sobre si mesma e afirmar que merecia toda a situação. Ao mesmo tempo, o homem, autor das filmagens, ofende a todo o momento a vítima.

A Polícia Civil diz que o homem ainda realiza ameaças durante o vídeo, de que espalharia as imagens para conhecidos do casal. De acordo com o G1, as autoridades trabalham com a possibilidade do suspeito pertencer a uma organização criminosa, por algumas referências contidas na gravação.

A vítima, que mora no ABC paulista, viajou para o litoral no último dia 9 de outubro, a convite de uma amiga, para passar o final de semana na cidade de Mongaguá. Contudo, ao chegar ao local, foi surpreendida pelo ex-namorado, com quem teve um relacionamento de seis meses de duração.

De acordo com o G1, a versão da Polícia é de que ele a agarrou, a obrigou a entrar num veículo junto com seu filho e os levou para uma casa em Itanhaém. Na casal, ele trancou os dois e obrigou a mulher a manter relações sexuais com ele.

Após cinco dias de abusos, já na sexta-feira (14), a mulher conseguiu escapar do cativeiro e avisou a polícia, que prendeu o homem e libertou a criança, que ainda estava na casa.

Mesmo com o homem presos, a Polícia diz ainda ter realizado um pedido de medida protetiva para a vítima e solicitou também assistência psicológica a ela e o filho.