Homem fere seis pessoas a faca em estação de trens de Paris

Seis pessoas ficaram feridas em uma estação ferroviária de Paris, nesta quarta-feira (11), após serem atacadas a faca por um indivíduo, que foi detido, informou uma fonte policial.

O homem "poderia" ter nascido na Argélia ou na Líbia e teria cerca de 20 anos, informou a procuradora de Paris, Lauce Beccuau.

"A identificação (do agressor) está em curso, ao estar registrado sob várias identidades nas fichas automatizadas de impressões digitais com base em declarações em processos nos quais esteve envolvido", acrescentou a procuradora em nota.

Uma fonte policial havia dito anteriormente que o homem teria nascido na Líbia em 2000, chegado à França há três anos e teria contra si uma ordem de Obrigação de Abandonar o Território Francês.

As autoridades francesas não deportam cidadãos da Líbia devido à instabilidade política que reina no país, abalado desde a queda de Muammar Kadhafi, em 2012, por confrontos entre facções rivais, informou o ministério do Interior.

Às 6h45 locais (2h45 em Brasília), na Estação do Norte, a maior da Europa, o homem feriu a faca várias pessoas, uma delas gravemente.

As autoridades não privilegiam a tese terrorista.

O agressor foi baleado ao ser detido e seu estado é grave.

No Twitter, o ministro do Interior, Gérald Darmanin, agradeceu às forças policiais por "sua reação corajosa e eficaz".

Darmanin se dirigiu para a estação, esta manhã, junto com a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, e o chefe da polícia, Laurent Nuñez.

A estação do Norte é a principal da Europa e a terceira do mundo em termos de fluxo de passageiros, recebendo 700 mil pessoas por dia e mais de 220 milhões de viajantes por ano.

Dali, os trens partem para o norte da França e destinos internacionais, como Bélgica, Reino Unido e Holanda.

sm/lbx/swi/cr/zm/meb/mar/zm/tt/mvv/am