Homem fez tatuagem no ânus em protesto contra Trump, e não contra Bolsonaro

Ex-presidente dos Estados Unidos Donal Trump quando ainda ocupava o cargo e o presidente brasileiro  Jair Bolsonaro apertam as mãos em um encontro a Flórida, Estados Unidos, em 7 de março de 2020 (Foto: Reuters / Tom Brenner)
Ex-presidente dos Estados Unidos Donal Trump quando ainda ocupava o cargo e o presidente brasileiro Jair Bolsonaro apertam as mãos em um encontro a Flórida, Estados Unidos, em 7 de março de 2020 (Foto: Reuters / Tom Brenner)
  • Mensagens sobre um homem que teria feito uma tatuagem no ânus em protesto a Bolsonaro voltaram a circular nas redes sociais

  • Segundo as publicações, o homem teria dito que "todos os Lula-livre devem fazer o mesmo"

  • Mas a informação é falsa, o ato foi contra Trump e não Bolsonaro

Dezenas de usuários compartilham nas redes sociais publicações sobre um homem que supostamente teria tatuado o ânus contra o presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL).

"Homem faz tatuagem no ânus em protesto contra Bolsonaro e diz que todos os Lula-livre devem fazer o mesmo!!!", diz o texto sobre a imagem viralizada.

Contudo, a informação é falsa. O ato, na verdade, se tratou de uma manifestação contra o ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump, e não contra Bolsonaro.

Captura de tela de uma publicação alegando que homem fez tatuagem no ânus em protesto contra Jair Bolsonaro (Foto: Facebook / Reprodução)
Captura de tela de uma publicação alegando que homem fez tatuagem no ânus em protesto contra Jair Bolsonaro (Foto: Facebook / Reprodução)

Uma busca no Google pelas palavras-chave "tatua ânus protesto" direcionaram a notícias de 2017. Os textos informam sobre um artista espanhol que fez uma tatuagem em seu ânus em protesto contra Trump.

O Globo publicou que o homem se trata de um artista espanhol chamado Abel Azcona. Ele tatuou na parte íntima a frase "Make America Great Again", em um ato contra o ex-presidente dos Estados Unidos. A imagem utilizada na reportagem, inclusive, é a igual à viralizada nas redes sociais.

Outras publicações (1, 2) reiteram as informações e nenhuma delas relaciona o ato a Jair Bolsonaro.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)

Conteúdo semelhante foi verificado pelo Aos Fatos.