Homem foge com outra às vésperas do casamento e noiva tenta vender festa no DF

·2 min de leitura
  • Mulher havia marcado casamento para dezembro, mas marido fugiu com outra

  • O rapaz havia contraído dívidas para o casal, que agora ela luta para pagar

  • A ex-sogra revelou que ele havia mudado de estado com uma mulher grávida

O sonho do casamento transformou-se em pesadelo para Julia Bittencourt às vésperas da cerimônia. Seu companheiro fugiu com outra mulher e a deixou cheia de dívidas, que a fonoaudióloga agora tenta quitar vendendo a festa. As informações são do portal Metrópoles.

Julia e seu marido, uma vez que já haviam se casado no civil, haviam marcado a festa para o próximo dia 18 de dezembro em Vicente Pires, no Distrito Federal. Agora, porém, o homem, que não teve a identidade revelada, está na Bahia com uma outra mulher, grávida.

A ex-noiva contou que ela e o então namorado decidiram oficializar a união em 2020, quando completaram três anos de relacionamento. Por causa da pandemia, porém, adiaram a festa para o fim de 2021 e casaram-se apenas no civil.

De presente, o pai de Julia deu para os noivos uma casa, que precisaria ser reformada. Não demorou, porém, para o marido, um técnico de informática, perder o emprego. A mulher investiu em uma empresa de fibra ótica para o rapaz, que não deu certo. No início do ano, a casa em reforma ainda foi assaltada.

As dívidas foram se acumulando, e Julia, que arcava também com as despesas da festa de casamento, viu a vida “virar um inferno”, como definiu. Depois do assalto, seu marido passou a dormir na obra e eles mal se viam. Nessa época, ela começou a receber mensagens de perfis fakes no Instagram denunciando supostas traições do rapaz.

“Em uma das mensagens, eu recebi uma foto dele com outra mulher. Quando eu o confrontei, ele negou estar com ela e disse que uma pessoa estava tentando separar a gente”, contou ao Metrópoles.

Descoberta da traição

Em setembro, o marido combinou de encontrar Julia em um churrasco da tia dela, mas nunca apareceu. Ao voltar para casa, a mulher encontrou o local vazio. Não só o rapaz havia fugido, como levou todos os móveis da residência.

Depois de longas tentativas de contato, Julia ouviu de um amigo do marido que ele havia deixado o Distrito Federal. Naquela madrugada, o próprio rapaz mandou mensagem, explicando que “não queria acabar com a vida” dela.

No dia seguinte, foi a ex-sogra que esclareceu a situação para Julia. O homem havia chegado à Bahia, onde tinha família, com outra mulher, que estava grávida.

Pedido de divórcio e venda da festa

Julia conseguiu o divórcio em duas semanas e, em busca de enterrar o passado, sequer pediu na Justiça os itens que foram levados da residência. Agora, porém, ela tenta sanar as dívidas deixadas pela casa, a empresa, o assalto e o casamento. Para isso, está vendendo a festa do dia 18.

“Eu brinco que sofri um estelionato amoroso”, declarou a mulher, que pede R$ 70 mil pela cerimônia. No valor, estão incluídos o espaço, bufê, decoração, brinquedoteca, DJ e cerimonial.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos