Homem invade prédio, agride tia e pede para ser preso por estar 'jurado de morte'

Suspeito invadiu o prédio da própria tia e a fez de refém para ser preso, já que estava jurado de morte. (Foto: Divulgação/Polícia Civil do Estado de SP)

Um homem de 41 anos invadiu um prédio e agrediu a própria tia, de 58 anos, nesta domingo (21), na Praia Grande. Ele revelou aos agentes de segurança que cometeu o crime na intenção de ser preso já que estava jurado de morte.

As informações são do portal A Tribuna.

A denúncia surgiu quando uma mulher, a tia do suspeito, procurou a GCM (Guarda Civil Municipal) para informar sobre a invasão do prédio, localizado no Bairro da Aviação. Ele dizia, segundo o portal A Tribuna, que estava “jurado de morte na rua” e que só sairia de lá se fosse para a cadeia.

Durante a conversa, a tia foi feita refém por ele com um mata-leão enquanto os guardas negociavam a saída do suspeito. Os agentes de segurança e até o zelador do edifício tentaram soltar a mulher e um dos GCMs também deu um mata-leão no suspeito.

Ele desmaiou e soltou a tia, mas durante a briga acabou atingindo o guarda com um chute no rosto. O suspeito foi levado para o PS (Pronto-Socorro) do Jardim Quietude e liberado. A mulher e o guarda municipal também passaram por exames e não apresentaram lesões sérias.

Leia mais

O caso foi registrado na Delegacia Sede de Praia Grande como ameaça, vias de fato, violência doméstica e resistência. O delegado arbitrou fiança de R$ 2mil, que não foi paga. O criminoso, como desejava, permanece preso.