Homem leva soco e morre após tirar satisfação por ciúmes

Cristiano Brazil morreu após briga por ciúmes da namorada. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
Cristiano Brazil morreu após levar soco em briga por ciúmes da namorada. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Uma discussão por ciúmes seria a razão da briga que acabou tirando a vida de Cristiano Brazil em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. O homem foi atingido por um soco e acabou caindo e batendo a cabeça. O caso ocorreu no último domingo (10).

O rapaz e a namorada estavam com um casal de amigos em um baile charme. Antes, eles haviam visitado a tradicional feira livre do bairro e registraram momentos nas redes sociais.

"Baile da antiga. Feira de Campo Grande. Muito legal. Só vem quem é da antiga, hein?”, dizia Cristiano em um vídeo publicado na internet.

A namorada da vítima, Cristiane Fátima Ribeiro, relatou ao "G1" que no baile Cristiano achou que tinha um rapaz a encarando e então ele foi tirar satisfações. O homem contestou Cristiano e depois de um bate boca, o casal foi embora. O agressor, no entanto, seguiu os dois.

Imagens de câmeras de segurança registraram o momento em que o casal deixa a casa noturna e são seguidos por um rapaz de bermuda clara e camisa branca. Quando o casal se aproxima de uma esquina, o agressor corre e consegue se aproximar deles.

De acordo com testemunhas, o homem não se conformou com a maneira como Cristiano o abordou e então foi atrás, chamando-o para briga.

Cristiane então tenta afastar os dois homens, mas o agressor se desvencilha e consegue se aproximar de Cristiano. A mulher segura o homem e todos começam a discutir. Cristiano então se aproxima do homem, que acerta-lhe o rosto com um soco. A confusão continua mesmo com Cristiano caído ao chão. A namorada e outras pessoas que estavam no local ainda precisam usar a força para conter o agressor enquanto o casal de amigos socorrem Cristiano. Ele foi encaminhado para o Hospital Municipal Rocha Faria, também em Campo Grade, mas não resistiu e acabou falecendo. Cristiano tinha 49 anos e deixou uma filha.

O caso foi registrado na delegacia de Campo Grande. A Polícia Civil disse investiga o caso e que testemunhas ainda serão ouvidas para se tentar chegar a identidade do agressor e para esclarecer a motivação do crime.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos