Homem mata a família e se suicida após descoberta de passaporte de vacinação falsificado

·1 min de leitura
Rapaz matou a família e suicidou-se a tiros - Foto: Getty Images
Rapaz matou a família e suicidou-se a tiros - Foto: Getty Images
  • Homem matou a família a tiros e tirou a própria vida a tiros

  • A polícia encontrou um bilhete, no qual ele assumia que havia falsificado o passaporte de vacinação da espoas

  • Segundo a promotoria, o rapaz agiu por medo de ser preso e perder a guarda dos filhos  

Um homem matou a esposa e os três filhos em Koenigs Wusterhausen, na Alemanha, por medo de ser preso e perder a guarda das crianças após a descoberta de um passaporte falsificado de vacinação contra a Covid-19. O rapaz se suicidou na sequência.

De acordo com informações do jornal britânico Mirror, o rapaz, que não teve a identidade revelada, havia falsificado o documento para a esposa, que não tinha recebido vacina.

O chefe da mulher, porém, descobriu a falcatrua, o que fez com que o rapaz temesse ser preso e perder a guarda dos filhos, conforme explicou o promotor Gernot Bantleon.

Em bilhete escrito antes de se matar, o próprio marido revelou que foi ele o responsável por falsificar o passaporte da esposa.

Testemunhas viram os corpos

A polícia foi chamada no último sábado, após testemunhas avistarem os cinco corpos sem vida dentro da casa. Quando chegou, encontrou o rapaz e a esposa, ambos com 40 anos, além dos filhos, de 10, 8 e 4 anos, mortos.

Não se sabe se o homem agiu por conta própria ou combinou os assassinatos e o suicídio com a mulher. Também não foi determinado ao certo a data do crime, mas a promotoria indicou que ele havia ocorrido “há alguns dias” quando os corpos foram encontrados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos