Homem mata ex-mulher e se suicida na frente da filha no DF

·2 min de leitura
Olivia foi morta a tiros pelo ex-marido - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Olivia foi morta a tiros pelo ex-marido - Foto: Reprodução/Redes Sociais
  • Empresária foi assassinada pelo ex-marido no Distrito Federal

  • O homem não aceitava o término do relacionamento e teria visto a vítima com um novo namorado

  • Após o crime, o rapaz suicidou-se a facadas

Um homem matou a ex-mulher e se suicidou na sequência na madrugada do último domingo (17). O crime aconteceu no Pôr do Sol, Distrito Federal, e foi retratado pelo portal Metrópoles.

Francisco de Assis Guembitzchi, de 55 anos, assassinou a tiros Olivia Makoski, 47, antes de esfaquear-se. O crime foi testemunhado por uma das filhas do casal, de 25 anos.

Olivia e Francisco estavam separados há dois meses, mas seguiam vivendo juntos porque o marido tentava reatar a relação. No domingo, eles foram a um forró, onde o homem teria visto a mulher com seu novo namorado.

Ao Metrópoles, a filha contou que o pai foi o primeiro a chegar após a festa. Quando Olivia chegou, deu um ultimato para que o rapaz fosse embora de sua casa.

Francisco não aceitava o fim do relacionamento com Olivia - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Francisco não aceitava o fim do relacionamento com Olivia - Foto: Reprodução/Redes Sociais

Uma discussão teve início, e a filha correu para ver o que estava acontecendo. Neste momento, viu o pai pegando uma arma e disparando duas vezes contra a mãe. “Minha mãezinha! Como você fez isso?”, ela perguntou ao pai.

A outra filha do casal, de 23 anos, acordou com os gritos da irmã e também testemunhou o suicídio do pai. Francisco pegou uma faca na cozinha, cortou o próprio pescoço e depois desferiu facadas em seu corpo.

Mulher havia pedido medida protetiva

Perseguida pelo ex-marido após assumir o novo relacionamento, Olivia chegou a pedir uma medida protetiva contra Francisco três semanas antes do crime.

Na época, o pedido foi deferido por uma juíza, que entendeu que “o requerido representa risco concreto e iminente para integridade física da ofendida”.

Francisco deveria afastar-se da residência em até 48 horas e não se aproximar a menos de 500 metros da ex-esposa, o que não aconteceu.

Segundo testemunhas, o casal não tinha histórico de agressões físicas, mas sim verbais. A filha de 23 anos contou ao Metrópoles que o pai constantemente era grosseiro com a mulher e os filhos e que Olivia estava “muito apaixonada e feliz” com o novo relacionamento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos