Homem mata a mulher a facadas e tira a própria vida em São Paulo; Filho fala da dor

Marjoriê Cristine
·2 minuto de leitura
Foto: Reprodução / Facebook

elizabeth-ferraz-jeronimo-casal-homem-mata-mulher-a-facadas-sao-paulo-0.jpg

Foto: Reprodução / Facebook

Um homem matou uma mulher a facadas no domingo, dia 15, dentro de um condomínio no bairro de Penha, na Zona leste de São Paulo. Elizabeth Ferraz, de 61 anos, era segurança do Metrô de SP, e foi assassinada pelo companheiro, Jerônimo Michel, de 53 anos, que tirou a própria vida depois de esfaquear a mulher.

De acordo com a Policia Militar de SP, agentes foram acionados para atender uma ocorrência em um apartamento na Rua Cirino De Abreu, por volta das 12h15. Ao chegarem no local, encontraram o corpo de um homem, de 53 anos, na sacada. O dono do imóvel contou que a vítima morava no 9º andar.

LEIA:

No apartamento da vítima, no quarto de casal, os policiais encontraram o corpo de sua esposa com diversos ferimentos causados por faca. A tela de proteção da janela do quarto estava rasgada. Foi requisitado perícia para o local dos fatos, carros de cadáver ao IML e exame toxicólogo ao casal. O caso foi registrado como Homicídio qualificado e suicídio consumado pelo 10º DP (Penha).

Procurada pelo EXTRA, a Companhia do Metrô de São Paulo afirmou que não iria se pronunciar sobre o caso porque a ocorrência não foi nas dependências da empresa. A concessionária também não quis confirmar onde os dois funcionários estavam alocados na companhia.

VEJA:

Filho fala da dor

Nas redes sociais, Elziabeth mantinha várias fotos de viagens, como para o Rio de Janeiro e para Cancún, no México, alem de outros momentos especiais com Jerônimo. Eles começaram a se relacionar em 2014. Um dos filhos da mulher, Eduardo Ferraz, fez uma publicação para desabafar sobre a perda da mãe em uma rede social.

"Deus, me ajude a suportar essa dor que é a partida da minha mãe. Me ajude a ser o guerreiro que ela sempre foi. Descanse em paz, mãezinha", escreveu o filho, que postou uma rosa branca com um fundo preto, em sinal de luto.

LEIA: