Homem morre durante operação da polícia no Complexo da Maré

Um morador da favela Nova Holanda, no Complexo da Maré, foi morto, na manhã desta sexta-feira. O corpo foi retirado da comunidade por familiares num carrinho de cargas. Na ação, um policial militar também foi baleado. Desde cedo, as polícias Civil e Militar estão nas ruas do Rio fazendo operações em mais de dez comunidades para coibir movimentações criminosas relacionadas a roubo de carga e de veículos. No Parque União e em Nova Holanda, no Complexo da Maré, a ação começou por volta das 4h da manhã.

Suspeito de atirar contra o subtenente Luiz Carlos da Silva, morto ontem ao entrar na favela Cavalo de Aço, em Senador Camará, para fugir de um engarrafamento, foi preso na manhã desta sexta-feira, na Vila Aliança. Com ele, foi apreendida a arma que pertencia ao policial. O caso está na 34 ª DP (Bangu).

Segundo a PM, as elites das forças de segurança — o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e a Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) participaram da operação. Além disso, blindados circulavam pelas favelas, e há relatos de tiroteio. Até o momento não foi informado se houve prisões ou apreensões.

Outras 12 comunidades têm operações: Conjunto Marambaia, em Itaboraí, na Região Metropolitana; comunidade da Lagoa, em Magé, na Baixada Fluminense; Vila Joaniza, na Ilha do Governador; complexo de Senador Camará, na Zona Oeste; morro do Andaraí, na Zona Norte e morro do Juramento, em Vicente de Carvalho.