Homem que armazenava arquivos com pornografia infantil é preso em flagrante em ação da PF

Um homem foi preso, na tarde desta sexta-feira, durante a operação Arcanjo IV, da Polícia Federal. A ação visa reprimir o compartilhamento e a posse de mídias com conteúdo de abuso sexual infantil.

Operação Dinamite 2: PF prende suspeito de assalto a agências bancárias com uso de explosivos

Veja vídeo: Criminosos assaltam motoristas à luz do dia na Zona Sul do Rio

Policiais lotados na Delegacia de Polícia Federal em Niterói (DPF/NRI) cumprem um mandado de busca e apreensão, expedido pela 2ª Vara Federal de Niterói, em um casa no município de Maricá, Região Metropolitana do Rio. Durante as diligências, os exames iniciais apontaram que um homem mantinha armazenado em seus dispositivos eletrônicos farto conteúdo de abuso sexual infantil, razão pela qual foi preso em flagrante pelo crime de armazenamento de pornografia infantil.

Crime: Marido é preso no Rio por ser mandante de roubo contra a própria mulher

Denúncia: Mãe de santo acusa direção de hospital de intolerância religiosa por não ter acesso a paciente; diretor nega

O inquérito policial foi instaurado a partir de investigações realizadas pelo Núcleo de Repressão ao Abuso Sexual Infantojuvenil, que identificou a prática de crimes tipificados no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) por parte do homem, através de ferramentas de investigação.

Se condenado, o preso poderá pegar até dez anos de prisão. O nome da operação se inspirou em São Gabriel Arcanjo, considerado por diversas religiões como o anjo protetor das crianças.