Homem que arrastou jovem amarrado pelo pescoço já ameaçou adolescente com motosserra ligada; vídeo

·1 min de leitura
  • Suspeito havia sido flagrado arrastando jovem pela lama com uma corda no pescoço

  • Polícia teve acesso a vídeo no qual ele ameaça um adolescente com uma motosserra ligada

  • Rapaz está preso e responderá por tentativa de homicídio

O homem que amarrou pelo pescoço e arrastou um jovem na lama em Alto Paraíso de Goiás já havia sido responsável por ameaçar um adolescente com uma motosserra ligada. Foi o que constatou a Polícia Civil do estado.

Um vídeo ao qual a corporação teve acesso e que ganhou a internet mostra o suspeito, que não teve a identidade revelada, manuseando o equipamento enquanto ameaça ferir um adolescente.

O garoto chega a cair no chão, desesperado, enquanto o rapaz aproxima a motosserra a centímetros da vítima. Aparentemente, ninguém ficou ferido na ação.

Ele já tem um histórico de confusões pela cidade. Esse outro vídeo só comprova que ele deve responder pelo crime doloso", disse a delegada da cidade, Bárbara Buttini, que revelou que o suspeito será indiciado por tentativa de homicídio.

Suspeito está preso

O rapaz foi preso e encaminhado à cadeia de Padre Bernardo após ser flagrado, também em vídeo, arrastando um jovem pela lama depois de uma cavalgada na cidade. A vítima foi amarrada com uma corda no pescoço.

Suspeito foi preso - Foto: Reprodução
Suspeito foi preso - Foto: Reprodução

O caso aconteceu já na madrugada de domingo (19). Responsável pela realização da cavalgada, a empresa HC Festas e Eventos esclareceu que as agressões aconteceram após o término da festa.

A vítima de 18 anos, que não teve a identidade revelada, foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e precisou ser encaminhado a um hospital, com diversos ferimentos pelo corpo. Ele já recebeu alta e se recupera em casa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos