Homem que cruzou fronteira para chegar à Coreia do Norte seria antigo desertor

·2 min de leitura

A notícia de que um homem tinha conseguido cruzar a fronteira entre as Coreias do Norte e do Sul provocou surpresa no final de semana. Mais extraordinário ainda foi o fato de que ele se dirigiu ao país comunista, uma vez que geralmente são os norte-coreanos que tentam rumar para o Sul.

Com informações da AFP e do correspondente da RFI em Seul, Nicolas Rocca

De acordo com Seul, a pessoa que atravessou a divisa neste fim de semana foi um norte-coreano que havia burlado a segurança do exército sul-coreano ao conseguir desertar através da fronteira em novembro de 2020.

É uma verdadeira viagem de ida e volta pela fronteira mais controlada do mundo. Em menos de um ano e meio, essa pessoa, apresentada como um ex-ginasta de cerca de 30 anos, conseguiu cruzar a zona tampão entre as duas Coreias nas duas direções. Um feito, já que a fronteira tem vigilância constante dos dois lados e é cheia de minas e arame farpado.

O suposto desertor foi preso 15 horas depois de cruzar a fronteira para a Coreia do Sul, onde chegou em novembro de 2020. Ele foi interrogado pelos serviços de inteligência antes de passar por um treinamento obrigatório de três meses para norte-coreanos. Ele então se mudou para uma área de Seul conhecida por sua alta concentração de desertores, antes de encontrar um emprego como zelador.

Poucas informações adicionais foram divulgadas, exceto que ele, como muitos norte-coreanos que chegam o regime comunista, estava em sérias dificuldades econômicas. Esse dado foi contestado pelas autoridades, que afirmam que ele teria recebido o apoio financeiro reservado aos desertores.

No mesmo ano, um norte-coreano que desertou para o Sul três anos antes voltou sorrateiramente pela fronteira.


Leia mais

Leia também:
Pandemia, tufões e inundações agravaram crise alimentar na Coreia do Norte
Coreia do Norte tentou hackear Pfizer para obter vacina, diz Coreia do Sul
Coreia do Sul e do Norte restabelecem linha de comunicação após 13 meses sem contato

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos