Homem que salvou meninos da correnteza em SP diz ter agido por "instinto"

Jefferson Luis descreveu o resgate dos meninos que foram arrastados pela correnteza em Embu das Artes (SP). (Foto: Reprodução)
Jefferson Luis descreveu o resgate dos meninos que foram arrastados pela correnteza em Embu das Artes (SP). (Foto: Reprodução)
  • Homem salva dois meninos em alagamento em SP;

  • Jeferson Luis agarrou os meninos ao ver que eles estavam sendo levados pela correnteza;

  • Ele afirma que a atitude foi instintiva.

Um homem que salvou duas crianças em um alagamento disse ter agido por “instinto”. Jeferson Luis Tavares, 40, estava se protegendo da chuva que atingiu Embu das Artes, em São Paulo, na última terça-feira (29) quando viu os meninos sendo arrastados.

"Acho que estavam indo para casa, estavam de mochilas. Eles passaram por nós e, logo depois, a gente viu eles descendo pela água. A minha primeira atitude foi de instinto, de tirar eles de lá, porque se eles descessem tudo, iam chegar numa parte que já estava mais funda, mais alagada”, relatou em entrevista ao UOL.

Jeferson trabalha com obras civis e foi pego de surpresa pelo temporal, por volta das 14h. Ele afirma que, como estava sem capa de chuva na moto, parou em um comércio para pegar uma sacola e proteger os documentos, evitando que molhassem. “Mas, depois disso, não consegui sair do lugar porque alagou tudo muito rápido”.

Ele conta que teve que entrar na correnteza para alcançar os meninos. Nessa hora, percebeu que a força da água estava forte, mas conseguiu se manter de pé. “Eu consegui pegar eles sem entrar no meio da água. Um escapou, mas consegui puxar o segundo. O primeiro ficou sozinho, mas logo depois ele conseguiu se levantar e sair de lá”.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Jeferson relata que as crianças estavam bem, “só assustadas demais”. Ele nem sabia que a cena havia sido gravada até que, ao parar para tomar café da manhã, comentou que a correnteza tinha levado os meninos. “Então tinha um rapaz que falou: foi você que salvou eles? E disse que tinha recebido um vídeo da situação”.

Pai de quatro filhos, o homem afirma que sua atitude foi natural e "sem pensar". "Eram crianças e eu tenho filhos, então a gente se preocupa", concluiu.