Homem que se 'fantasiou' de goleiro Bruno e segurou saco de lixo com nome de Eliza Samudio em festa é demitido

·1 min de leitura

O homem que se "fantasiou" de goleiro Bruno e segurou um saco de lixo com o nome de Eliza Samudio em uma festa numa casa de shows em Manaus, no Amazonas, foi demitido do trabalho após a imagem viralizar nas redes sociais. Rodrigo Fernandes é tatuador e o estúdio para o qual trabalha divulvou um comunicado, nesta terça-feira, informando que ele não integra mais a equipe do estabelecimento comercial.

"O estúdio não compactua com qualquer tipo de incitação à violência contra a mulher. Deixando bem claro que o colaborador foi demitido do estúdio, sendo assim, não fazendo mais parte do quadro de funcionários", consta do comunicado.

Caso Eliza Samudio: ex-policial é condenado pela Justiça a 22 anos de prisão, mas responderá em liberdade diante de recurso

A imagem chegou a ser publicada no perfil oficial da casa de shows e deletada pouco tempo depois. O estabelecimento argumentou que a imagem foi compartilhada por um estagiário, que não era familiarizado com o crime que ocorreu em 2010, quando o goleiro Bruno foi condenado como o mandante da morte de Eliza.

Apesar da imagem ser deletada, o registro se espalhou, chegando, inclusive à mãe de Eliza, e ao filho da modelo, criado pela avó. "Já chorei muito. Tanto desrespeito com a vítima. Bruninho ficou arrasado", diz Sônia Moura, que já entrou em contato com a advogada e pretende acionar a Justiça sobre o episódio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos