Homem que torturou jornalista por três dias usou martelo para agredir outra mulher

Fred Henrique também torturou e agrediu Larissa (Reprodução / TV Globo)
Fred Henrique também torturou e agrediu Larissa (Reprodução / TV Globo)
  • Denúncias foram feitas pela vendedora Larissa Valerstain sobre os seis meses de namoro

  • Ela é uma das seis mulheres, além da jornalista e do avô que denunciaram o agressor

  • Fred Henrique tem 27 passagens por diversos tipos de crimes nos últimos 12 anos

Uma outra mulher denunciou Fred Henrique Moreira Lima por agressões durante o relacionamento. O suspeito foi preso na semana passada após agredir a jornalista Ana Luiza, de 37 anos, por três dias consecutivos.

Desta vez, as denúncias foram feitas pela vendedora Larissa Valerstain, que conversou com a repórter Renata Capucci, da TV Globo, sobre as agressões que sofreu durante os seis meses de namoro.

"Ele pegou o martelo da minha mão. Na época, deu um monte de martelada no meu dedo. Graças a Deus, não tive nenhuma fratura", revelou.

Larissa é uma das seis mulheres, além de Ana Luiza e do avô de Fred Henrique, que o denunciaram por agressões nos últimos anos.

"Me deu muito tapa na cara. E, para mim sair de lá, eu tive que gritar. E como ele não deixava eu gritar, então ele tampava a boca e me sufocava, entendeu?", disse.

De acordo com a polícia, Fred Henrique tem 27 passagens por diversos tipos de crimes nos últimos 12 anos, que inclui tráfico de drogas, abandono de incapaz, estelionato, ameaça e lesão corporal.

Cárcere, cassetete e soco inglês

No final de abril, a jornalista Ana Luíza foi torturada por Fred Henrique por três dias consecutivos e teve que colocar até uma mandíbula de titânio por causa das lesões.

A mulher foi agredida com cassetete e soco inglês pelo ex-namorado, que está preso. Os crimes aconteceram no apartamento dele, em Copacabana.

"Foi ciúme, misturado com loucura. Ele cria histórias na cabeça dele. Falou que tinha clonado meu celular. Inventou um motivo e partiu para cima de mim — está aqui o resultado. Estou com uma mandíbula de titânio, estou torta", declarou a vítima, em entrevista à TV Globo.

O suspeito foi preso pela Polícia Civil nessa quarta-feira (4) por meio de um mandado temporário e vai ser investigado por tentativa de feminicídio, estupro, cárcere privado e tortura.

A vítima sofreu traumatismo craniano, fratura da mandíbula, além de apresentar diversos hematomas pelo corpo. A maioria dos golpes sofridos foi na região da cabeça.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos