Homem que transmitiu assassinato pelo Facebook se mata nos EUA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O homem que matou aleatoriamente um aposentado em Cleveland, nos Estados Unidos, e postou um vídeo do crime no Facebook se matou nesta terça-feira (18) na Pensilvânia, informou a polícia.

A polícia do Estado da Pensilvânia disse que Steve Stephens foi visto, durante a manhã desta terça (18), no condado de Erie. As autoridades dizem que os oficiais tentaram parar Stephens e, após uma breve perseguição, ele se matou.

Ele era procurado por uma acusação de homicídio de um homem de 74 anos que estava pegando latas de alumínio no domingo (16), depois do almoço de Páscoa com sua família.

No vídeo transmitido ao vivo de seu carro pelo Facebook, depois do assassinato, Stephens diz: "Está vendo, a coisa é, cara, que eu tenho 37 anos e toda a minha vida, cara, eu sempre fui um monstro".

"Sempre tive que provar a mim mesmo, sempre fui motivo de piada. Apenas matando, cara, e tudo isso por causa de alguém chamado Joy Lane", continua.

"Ela me colocou no meu limite, cara. Sabe, eu estava morando com ela, aí acordei na sexta-feira, e não consegui aguentar mais aquilo", acrescentou.

"Eu simplesmente saí e, sim, aqui estou, fazendo um massacre", ele diz, rindo.

No vídeo do assassinato, transmitido ao vivo, o suspeito se aproxima da vítima e pede que diga o nome da ex-namorada antes de atirar.

"Pode me fazer um favor", pergunta o atirador. "Pode dizer Joy Lane?".

A vítima diz: "Joy Lane".

Stephen então diz: "Sim, ela é a razão pelo que está prestes a acontecer com você".