Homem sabota 500 doses de vacina por achar que é insegura

Um farmacêutico hospitalar acusado de destruir mais de 500 doses da vacina da Moderna contra a COVID-19 afirma que acreditava que ela afetaria o DNA das pessoas, de acordo com a promotoria do Wisconsin.