Homem suspeito de participar de morte de PM se entrega no Pará

Andrei tem 22 anos e se entregou no último sábado. Foto: Divulgação/Polícia Civil do Pará

Um dos suspeitos de ter envolvimento na morte do policial militar Livaldo dos Santos Rego se entregou no último sábado (25). Andrei Cardoso da Silva, de 22 anos, se entregou na sede da Superintendência da Polícia Civil de Abaetetuba, no nordeste do Pará. O suspeito já tinha a prisão preventiva decretada pela Justiça.

O PM tinha 49 anos e foi baleado na frente da casa dele. Na data, ele estava de folga do trabalho e ia sair com a mulher. Ela não foi atingida pelos disparos. Os suspeitos teriam aparecido de moto e feito disparos que atingiram as costas e a cabeça do policial. Depois, eles fugiram do local.

Leia também

Andrei foi identificado como a pessoa que dirigiu a moto que foi usada para transportar o autor dos disparos contra o PM no último dia 21. O homem que atirou em Livaldo foi identificado como Benedito Santos da Silva, conhecido como Bené. Ele ainda está foragido.

No entanto, Bené já está com a prisão preventiva decretada por conta das investigações que apontaram ele como um dos comparsas de Andrei. Um terceiro participante do crime também foi preso. Lourival dos Santos Soares foi localizado no dia 22. A suspeita é de que ele deu apoio aos outros dois.

A polícia chegou a encontrar um local onde os suspeitos estavam escondidos. Eles estavam em uma cabana que pertence à Lourival. Porém, teve troca de tiros e eles conseguiram fugir por uma mata. Os policiais acharam drogas dentro da residência.