Homens armados atacam bases militares em cidades da Costa do Marfim

ABIDJAN (Reuters) - Homens armados atacaram bases militares em Abidjan, principal cidade da Costa do Marfim, e em Korhogo, no norte, na madrugada deste sábado, mas foram contidos, afirmou uma autoridade militar.

Três fontes do exército culparam antigos combatentes rebeldes desmobilizados, embora nenhum grupo tenha reivindicado a responsabilidade.

"Houve um ataque durante a noite em Abobo (norte de Abidjan), mas não houve mortes. Em Korhogo, três dos agressores foram mortos", disse o coronel Zakaria Kone, comandante do campo de Abobo, à Reuters por telefone. "A situação está calma agora".

Ele acrescentou que uma delegacia de polícia em Abobo também foi atacada, afirmando que não sabia quem tinha feito o ataque ou por qual motivo.

As três fontes do exército, da cidade de Bouake, que enviou reforços a Korhogo, disseram que os responsáveis pelos ataques eram combatentes ex-rebeldes desmobilizados que controlavam o norte do país durante a crise da Costa do Marfim, entre 2002 e 2011.