Homem mata dois policiais a tiros em restaurante na Flórida

(Atualiza com identificação dos policiais).

Miami, 19 abr (EFE).- Dois oficiais do condado de Gilchrist morreram nesta quinta-feira após serem baleados em um restaurante de Trenton, no norte da Flórida, nos Estados Unidos, por uma pessoa que também morreu no incidente, informaram as autoridades.

O xerife do condado vizinho de Alachua, Robert Schultz, informou que o crime ocorreu durante a tarde, quando uma pessoa não identificada, sem motivo aparente, se aproximou do restaurante e atirou pela janela nos dois policiais, que estavam no interior do estabelecimento.

Quando o reforço policial chegou ao local, os agentes encontraram o atirador morto do lado de fora do restaurante, assim como os dois agentes, como consequência dos ferimentos, segundo uma nota de imprensa da polícia.

Em entrevista coletiva, o xerife Schultz identificou os policiais assassinados como Noel Ramírez, de 30 anos e Taylor Lindsey, de 25.

As autoridades não informaram como o autor dos disparos morreu, nem sua identidade, embora o promotor estadual Bill Cervone tenha dito ao jornal local "Gainesville Sun", que a pessoa se teria se matado com um disparo dentro de seu carro.

Em uma mensagem divulgada nas redes sociais, o Escritório do Xerife do Condado de Gilchrist indicou que o departamento sofreu uma "terrível tragédia" e pediu aos moradores que evitem a área.

O presidente dos EUA, Donald Trump, que está em sua mansão em Mar-a-Lago, também na Flórida, comentou o incidente no Twitter.

"Os meus pensamentos, orações e condolências estão com as famílias, amigos e colegas dos dois agentes que perderam a vida no cumprimento de seu dever hoje", escreveu Trump no Twitter.

O governador da Flórida, Rick Scott, também lamentou a tragédia e ofereceu o apoio do governo ao Escritório do Xerife de Gilchrist.

"É realmente maldade que alguém ferir um oficial da lei. Na Flórida temos tolerância zero com a violência, especialmente contra a polícia", afirmou Scott. EFE