Homens invadem hospital e matam paciente metralhado na Bahia

Homens armados invadem hospital em Salvador e matam metralhado paciente identificado como Wellington Santos Piedade, que estava internado. (Foto: Divulgação/Sesab)
Homens armados invadem hospital em Salvador e matam metralhado paciente identificado como Wellington Santos Piedade, que estava internado. (Foto: Divulgação/Sesab)

Um paciente, identificado como Wellington Santos Piedade, que estava internado no Hospital Professor Eládio Lasserre (HPEL), no bairro de Águas Claras, em Salvador, Bahia, foi morto metralhado a tiros dentro da unidade de saúde após ser abordado por dois homens armados.

O crime aconteceu no início da madrugada desta segunda-feira (9) e ninguém havia sido preso. As informações são do G1.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), os suspeitos entraram na emergência e balearam o paciente. Após o ataque, a dupla fugiu do local do crime.

Ainda de acordo com o órgão, o paciente chegou a ser encaminhado para o centro cirúrgico, mas não resistiu aos ferimentos.

"O caso está sendo acompanhado pela Polícia Civil", disse a Sesab em nota.

A Secretaria não informou o motivo da internação da vítima, antes dela ser morta a tiros.

O caso foi registrado em delegacia e é investigado pela Polícia Civil. Ainda não há informações sobre quem cometeu o crime, nem o que motivou a invasão e o ataque ao paciente. O corpo de Wellington foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

Clima tenso em Águas Claras

O bairro de Águas Claras sofre com o clima de tensão desde que um policial militar foi morto a tiros por um grupo de homens armados. Identificado como SD PM Menezes, ele foi alvejado na noite de sábado (7), na Rua Ulysses Guimarães.

A vítima realizava rondas na região quando foi surpreendido pelos suspeitos. O PM era lotado na 3ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) e teria sido atingido por um tiro de fuzil.

Dois colegas de farda dele, que voltavam do sepultamento, também foram mortos a tiros na localidade conhecida como Invasão da Independência, na região de Cajazeiras, na noite de domingo (8). Os soldados foram identificados como Shanderson e Vieira Cruz.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos