Homens mortos carbonizados em chacina deram festa antes do crime, em Joinville, Santa Catarina

Os homens que foram mortos carbonizados em chacina na manhã de domingo (8) deram uma festa em casa antes de serem levados e assassinados em Joinville, Santa Catarina. Os seis corpos foram encontrados dentro de um veículo carbonizado numa área de mata próximo à rodovia do arroz, em Vila Velha. A casa deles no bairro Morro do Meio, Zona Oeste da cidade, era alugada e também foi incendiada.

Crime em série: Morte de prostituta em motel de Goiás levanta suspeita de assassinatos em série no Brasil e no Paraguai

Fornecedores de drogas: Polícia de SP prende traficante de maior facção paulista que estava em lista de mais procurados

Segundo a Polícia Civil, durante a madrugada um grupo de aproximadamente 20 pessoas teria invadido o a residência, espancado as vítimas, incendiado a casa e sequestrado os homens. Seis deles foram mortos carbonizados, três vítimas que sobreviveram e estavam desaparecidas foram encontradas e ouvidas pela polícia, e um outro homem continua desaparecido. Ainda não se sabe se as vítimas foram mortas antes de serem colocadas dentro do veículo. A Polícia ainda aguarda as conclusões dos laudos periciais da Polícia Científica para ter mais detalhes sobre o crime.

As vítimas moravam juntas em uma espécie de alojamento, e também trabalhavam juntas em uma empresa terceirizada de limpeza e manutenção. Eles eram naturais do Paraná e estavam na cidade a trabalho. A motivação dos assassinatos não foi divulgada. Segundo o delegado Dirceu Silveira Júnior, possíveis testemunhas ainda estão sendo ouvidas. Um dos homens foi visto discutindo com uma mulher antes do crime. A principal hipótese é de que houve um desentendimento entre ele e com um dos possíveis assassinos, que em retaliação voltou ao local com mais pessoas e cometeu o crime.