Homens norte-coreanos podem usar apenas 15 cortes de cabelo autorizados pelo governo

Os cortes de cabelo aprovados para os homens – o penteado de Kim Jong-un não parece estar na lista (Twitter/Mika Mäkeläinen)

Os norte-coreanos podem escolher entre 15 cortes de cabelo aprovados pelo governo, segundo um jornalista que viajou recentemente ao país.

Guias ilustrados estão presentes nos salões da capital Pyongyang, mostrando os cortes considerados aceitáveis.

Todos eles têm estilos semelhantes, e os cabelos longos definitivamente estão fora do menu. No entanto, o penteado exótico de Kim Jong-un não parece estar na lista.

As mulheres, que também podem escolher entre 15 estilos distintos, contam com um pouco mais de variedade.

Em 2013, imagens de um guia de cortes de cabelo da Coreia do Norte circularam pela Internet. Os novos estilos, embora sejam semelhantes, parecem ser uma atualização dos visuais antigos.

Aparentemente tingir o cabelo está fora de cogitação.


Igualdade na Coreia do Norte: os dois gêneros têm 15 tipos de cortes de cabelo aprovados. No entanto, você pode esquecer a ideia de tingir seus fios.

Kim Jong-un e seu penteado diferente (Rex)

Em um enorme desfile realizado na semana passada, a Coreia do Norte exibiu seis mísseis balísticos lançados por submarinos, dias após os Estados Unidos terem enviado navios para a península coreana.

Apesar disso, muitos dos jornalistas convidados para testemunhar o feriado nacional mais importante da Coreia do Norte, conhecido como o “Dia do Sol”, relataram que a vida segue normalmente em Pyongyang.

O jornalista finlandês Mika Mäkeläinen, que esteve na capital, tirou as fotos dos cortes de cabelo aprovados em uma visita ao cabeleireiro.

Suas publicações no Twitter oferecem vislumbres de um país totalitário, que se isolou do restante do mundo. A Coreia do Norte é um dos poucos países do planeta que continua sendo desconhecido.

Governado pela família Kim desde a sua formação, em 1948, suas ambições nucleares aumentaram nos anos recentes e foram alvo de críticas internacionais.


Como você pode ver, a população nervosa e em pânico de Pyongyang está buscando abrigo e se preparando para o pior.

Após a última tentativa (fracassada) de lançar um míssil do país, o secretário de Estado do Reino Unido, Boris Johnson, publicou em seu Twitter: “Eu condeno fortemente o último lançamento de míssil da Coreia do Norte. Eles precisam parar com estes atos beligerantes e respeitar as resoluções da ONU”.

O vice-presidente dos Estados Unidos, Michael Pense, disse que a “era de paciência estratégica” de seu país com a Coreia do Norte terminou.

Anthony Pearce
Yahoo News UK