Homicídio de imigrante em Itália

Em Itália, a polícia já deteve o indivíduo acusado do assassinato de um vendedor de rua nigeriano ocorrido na sexta-feira na cidade de Civitanova Marche.

Imagens do ataque circularam nas redes sociais suscitando indignação numa altura em que Itália entra em campanha eleitoral e na qual a coligação de direita já fez da imigração um problema.

O antigo primeiro-ministro Enrico Letta expressou a sua indignação nas redes sociais.

"O assassinato de #AlikaOgorchukwu deixa-nos perplexos. A ferocidade sem precedentes. A indiferença generalizada. Não pode haver justificação. O silêncio também não é suficiente. O derradeiro ultraje a #Alika seria seguir em frente e esquecer", escreveu o secretário-geral do Partido Democrático (formação política de esquerda).

O caso mereceu igualmente a atenção do líder da direita, Matteo Salvini, que evocou a segurança como um direito.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos