Homicídio de jornalista russa prescreve e mentores do crime saem impunes

O editor da jornalista investigativa russa Anna Politkovskaya, assassinada há 15 anos, denunciou nesta quinta-feira a prescrição penal do crime, o que livra seus responsáveis. O jornal Novaya Gazeta pede aos tribunais 'a reabertura da investigação sobre o assassinato até que o nome da pessoa que deu a ordem seja revelado'

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos