Homicídios mantêm trajetória de queda no estado, e mortes pela polícia batem novo recorde

Giampaolo Morgado Braga
Mortes durante confronto com a polícia bateram o topo da série histórica, com 1.686 casos

RIO - Os homicídios dolosos no Estado do Rio atingiram, entre janeiro e novembro deste ano, o patamar mais baixo desde 1991, início da série histórica. Segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), divulgados nesta terça-feira, foram 3.669 mortes nos 11 primeiros meses de 2019, queda de 20% em relação ao mesmo período do ano passado. Ainda assim, são em média 11 homicídios por dia.

Na direção contrária, as mortes em confronto com a polícia bateram o topo da série histórica, com 1.686 casos entre janeiro e novembro. O número é 16% maior do que o do mesmo período de 2018.

Outro índice que apresentou queda em relação ao ano passado foi o roubo de rua — indicador que reúne os roubos a pedestre, de celular e em ônibus. Entre janeiro e novembro deste ano, foram 112.508 ocorrências, média de 338 casos por dia. O número é 7% menor do que o do mesmo período de 2018. Dos três índices que compõe o roubo de rua, o roubo a pedestre e o roubo em ônibus tiveram queda, enquanto que o de celular sofreu aumento em relação ao ano passado.