Honda estreia com gol de pênalti, mas Botafogo empata com o Bangu

Honda, de pênalti, faz gol pelo Botafogo

Não foi a estreia dos sonhos, até porque não tinha torcida no Nilton Santos para celebrar a primeira partida de Honda pelo Botafogo. Mas o japonês fez um gol de pênalti, deu bons passes e deixou boa impressão, mesmo com o empate por 1 a 1 diante do Bangu, pela terceira rodada da Taça Rio.

Honda jogou por cerca de 65 minutos, contando com os acréscimos do primeiro tempo. Fez careta ao cobrar o pênalti com precisão, mas também fez cara feia ao ser substituído. A lamentar é que ele provavelmente não terá mais uma sequência de jogos, já que a tendência é de interrupção do Carioca por causa do coronavírus.

O jogo, inclusive, também teve protesto dos jogadores alvinegros, que entraram em campo com máscaras e uma faixa. "Coronavírus: Previna-se. Essa luta é de todos nós".

Restam dois jogos da fase de classificação da Taça Rio (contra Cabofriense e Portuguesa). O Botafogo tem só quatro pontos.

Com Honda, Paulo Autuori precisou sacrificar a intensidade pelo lado direito, já que esse foi o destino de Bruno Nazário — quem ocupava a faixa central antes do japonês. Foi um meio-campo mais consciente, embora a força dos contra-ataques tenha sido menor.

Honda deixou explícita a capacidade técnica ao deixar Luis Henrique na cara do gol, mas o atacante parou no goleiro. Por outro lado, o japonês pagou mico ao tropeçar na bola em jogada dentro da área. Levou um estabaco feio.

Mas a imagem do dia é o tapa de canhota na cobrança que inaugurou o placar. O Bangu, ao mesmo tempo, tem motivo para reclamar porque não foi pênalti de Matheus Inácio em Rafael Navarro. Honda bateu firme e deslocou o goleiro. Uma comemoração tímida.

No segundo tempo, o time de Eduardo Allax foi ainda mais ao ataque, vendo a dificuldade de imposição física do meio-campo alvinegro. O empate foi resultado de uma bela construção. O passe cavado de Rocha foi muito bem recebido por Rhainer. Em sua primeira participação, encobriu Gatito.

Honda saiu porque Autuori quis deixar o time mais veloz — Benevenuto, machucado foi o primeiro a sair. Só que a entrada de Luiz Henrique não culminou em gol e tampouco evitou o empate.