Hong Kong flexibiliza regras da Covid-19 para grupos turísticos

Passageiros usam máscara em metrô de Hong Kong

HONG KONG (Reuters) - O governo de Hong Kong anunciou nesta segunda-feira que está flexibilizando restrições da Covid-19 a grupos de turistas, incluindo a permissão de entrar em parques temáticos e museus depois de chegar ao centro financeiro.

Hong Kong relaxou muitas de suas políticas rigorosas do coronavírus nos últimos meses, incluindo quarentena em hotéis para chegadas internacionais a partir de 26 de setembro.

As chegadas internacionais ainda estão, no entanto, sujeitas a vários testes de coronavírus e impedidas de entrar em bares, restaurantes e locais como clubes esportivos nos primeiros três dias.

O governo disse que planos específicos para turistas visitantes serão lançados este mês, sem especificar uma data de início.

"Os arranjos relevantes podem apoiar a retomada gradual do mercado de viagens de entrada de maneira ordenada e proporcionar um ambiente de negócios mais favorável para o comércio de viagens", disse o governo.

A economia de Hong Kong foi atingida pelas restrições do coronavírus que duram quase três anos, com muitas pequenas e médias empresas fechando.

(Reportagem de Farah Master e Twinnie Siu)