Hope Solo se declara culpada após prisão por dirigir embriagada

Hope Solo se declarou culpada na última segunda-feira (25) por dirigir embriagada. Foto: Evaristo Sa/AFP via Getty Images
Hope Solo se declarou culpada na última segunda-feira (25) por dirigir embriagada. Foto: Evaristo Sa/AFP via Getty Images

A lenda do futebol feminino dos Estados Unidos, Hope Solo, se declarou culpada no Tribunal Distrital do Condado de Forsyth na última segunda-feira (25) por dirigir embriagada e recebeu uma sentença de 30 dias, de acordo com um comunicado divulgado pelo promotor do condado de Forsyth, Jim O'Neill.

Em 31 de março, um oficial do Departamento de Polícia de Winston-Salem foi sinalizado por uma pessoa que apontou uma mulher desmaiada ao volante de um carro no estacionamento de um hipermercado em Parkway Village Circle.

Leia também:

O policial encontrou Hope Amelia Stevens, conhecida profissionalmente como Hope Solo, desmaiada no banco do motorista com o motor ligado e duas crianças pequenas dormindo no banco de trás.

Assim que Solo foi acordada e abriu o vidro do carro, o policial notou um forte odor de álcool vindo do veículo.

Outro oficial do WSPD chegou e tentou investigar as circunstâncias. Assim que Solo saiu do veículo, ela se recusou a realizar testes para avaliar se estava embriagada. Em seguida, foi presa e levada para o Gabinete do Magistrado onde voltou a se recusar a se submeter ao teste do bafômetro.

Um oficial solicitou e obteve um mandado de busca para uma amostra de sangue. A ex-goleira tinha uma concentração de álcool no sangue de 0,24. As crianças foram retiradas do local pelo marido de Solo.

A Juíza do Tribunal Distrital do Condado de Forsyth, Victoria L. Roemer, sentenciou Solo a uma pena de 24 meses que foi suspensa por 24 meses de acordo com uma sentença de Nível 1 DWI.

Como condição especial de liberdade condicional, Solo recebeu uma sentença ativa de 30 dias.

Ela também foi condenada a obter uma avaliação de abuso de substâncias e concluir todo o tratamento recomendado, entregar sua carteira de motorista e não operar um veículo motorizado até que esteja devidamente licenciado para fazê-lo, além de pagar as custas do tribunal uma multa de 2.500 dólares e uma taxa de 600 dólares pelos custos dos resultados do laboratório.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos