Horário de verão vai voltar? Lula consulta população e reacende discussão

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) questionou, na noite de segunda-feira (7), por meio de uma enquete em uma rede social, o que a população acha sobre a volta do horário de verão.

Às 12h30 desta terça-feira (8), a publicação já contava com mais de dois milhões de votos, sendo que 67% dos internautas foram favoráveis ao retorno da medida, enquanto outros 33% se manifestaram contra.

Na última semana, o ator Bruno Gagliasso usou as redes sociais para pedir a Geraldo Alckmin, vice-presidente eleito, a volta do horário de verão.

O jornalista Rodrigo Bocardi, que apresenta o Bom Dia São Paulo, da TV Globo, não gostou da sugestão do ator: “Ah para! nada disso, nós madrugadores também queremos acordar com a luz do dia!”.

No post de Lula, muitas pessoas disseram que a decisão sobre a volta ou não do horário de verão deve ser embasada em avaliações técnicas —única maneira capaz de dizer se a medida seria ou não vantajosa para o sistema elétrico.

Novos estudos do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), informou o jornal O Estado de S. Paulo, indicam que a aplicação do horário de verão neste ano não traz benefícios para a operação do sistema elétrico nacional. Mas a decisão sobre a medida caberá ao governo federal.

O horário de verão foi instituído em território nacional em 1931 pelo então presidente Getúlio Vargas e adotado em caráter permanente a partir de 2008.

A medida, que foi extinta em 2019 pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), foi criada para aproveitar o maior período de luz solar durante a época mais quente do ano.